vagina com dentes, wtf?

E aí, negada. Depois de longos meses sem escrever nada, o único que possui alguma cultura nesse blog tá de volta.

Ao ver que isso aqui tava virando um diarinho do Raposa, eu e o Talbain percebemos que deviamos fazer algo para tirar o ON de seu fatídico rumo. A primeira coisa a ser feita é bem óbvia, voltar a postar, mas claro que a gente não pararia por aí. Depois de muito discutir, pesquisar em vários livros da literatura bloguística e analisar as consequências dos nossos atos à longo prazo visando compreender a influência da gripe suína no crescente mercado chinês, chegamos a uma conclusão: nada dá certo sem uma vagina no meio. Por isso, abram seus twitters e mandem um ticolé pra @tresflaibe, a nossa mais nova amiguinha.

Mas então. Estratégias empreendedoras à parte e continuando o assunto sobre vaginas, como eu tenho certeza que todos vocês morrem de saudades dos meus posts, por que não concluir esse post com a primeira coisa que eu escrevi nesse blog? Pra quem não lembra, é sobre o filme Teeth, ou em português (latim, actually), Vagina Dentata.

O filme, dirigido Mitchell Lichtenstein (famoso quem?), conta a história de uma adolescente normal: Dawn vai ao colégio, sai com seus amigos e, nas horas vagas, dirige um grupo cristão de abstinência sexual.

Tudo começou quando, na infância, Dawn e seu stepbrother Scott estão na piscina e ele, no auge de safadeza que sua malemolência infantil permitiu, enfiou seu dedinho na perereca (como essa palavra era engraçada antigamente, hahah) da irmã e se surpreendeu com uma mordida, vinda de lá mesmo. Desde então, Dawn tem medo de sexo e seu irmão tem medo de bocetas, praticando apenas a sodomia com sua namorada.

Mas continuando, né. Depois de pregar contra os males da fornicação, ela conhece um cara e o acha cocoto, sonhando em casar com ele. Ele se interessa nela também, rola toda aquela viadagem de “não podemos ficar juntos, pelo bem da nossa virgindade”, que eles esquecem logo depois e se encontram no meio do mato, onde no meio da pegação ele marotamente tenta estuprá-la e, em troca, tem seu pau rancado fora.

Enquanto isso, em casa, Scott tá lá comendo o cu da namorada e a mãe, doente, passa mal. Ele nem liga, afinal comer um cu é mais gostoso.

Dawn então vai ao ginecologista saber que porra é essa, mas ao saber que ela é virgem, ele finge fazer um exame e abusa dela também. Nem preciso dizer que ele perdeu uns 7 dedos no processo, né?

Depois, a Dawn pega outro cara, consegue transar com ele por que com amor tudo rola mais fácil, descobre que era tudo uma aposta e ranca o pau dele também.

Daí em diante, DAWN IS ON A KILLING SPREE. Ela chega em casa, descobre que a mãe morreu e, pra se vingar, dá pro irmão que perde o medo de sexo convencional porque entre família tudo é mais fácil também. Depois de ter cortado mais um pênis e ter dado pro cachorro comer, Dawn foge de casa e pega carona com um velho tarado. Acho que vocês conseguem deduzir sozinhos como o filme termina, pq isso virou um wall of text gigante e nem rola continuar.

Ah sim, esqueci de avisar. SPOILERS ACIMA!. Se bem que ninguém vai ver esse filme mesmo, acho que não destrui a vida de ninguém por isso.

Anúncios

9 pensamentos sobre “vagina com dentes, wtf?

  1. Carlos tem 11 posts e ainda vai lá e reposta um HUAUHAUHAUH

    eu baixei o filme na época do lançamento, mto bmo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s